Barra de Vídeo

Loading...

sábado, 6 de março de 2010

Os fumos da Corticeira Amorim

Apesar das garantias dadas pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve e pela Amorim Isolamentos de que o fumo não é nocivo para a saúde, há queixas de quem vive perto da fábrica de transformação de cortiça, em Silves.
Foi feita uma queixa, há um par de anos, por residentes ingleses, devido à emissão de fumos, e há poucos meses estava também a ser feito um abaixo-assinado nas localidades mais próximas.
A Câmara de Silves diz não ter conhecimento de qualquer queixa, apesar desta ter sido dada a conhecer à autarquia, conforme documentos a que o Jornal Barlavento diz ter tido acesso.
No local, as opiniões dividem-se entre os moradores, portugueses e estrangeiros. Enquanto alguns dizem que o fumo poderá ser nocivo, já tendo havido problemas de saúde, outros consideram que o problema é o incómodo visual e o mau cheiro.
Todos reconhecem que a fábrica é importante para o concelho, dando emprego a cerca de quatro dezenas de pessoas, mas isto não basta para que se possa impunemete cometer todo o tipo de atentados à saúde de quem ali mora e trabalha. A conivência entre a Administração e a Camâra são evidentes, devendo os moradores, nacionais e estrangeiros, e trabalhadores prosseguirem numa luta conjunta para que de uma vez por todas seja resolvida a emissão de fumos nocívos e mal cheirosos.




Sem comentários:

Enviar um comentário