Barra de Vídeo

Loading...

sábado, 26 de setembro de 2009




Garcia Pereira hoje à saída dos estúdios da SIC

Presença do MRPP no programa dos Gato foi “honrosíssima” excepção durante a campanha

25.09.2009 - 18h48 Lusa

O líder do PCTP/MRPP, Garcia Pereira, considerou hoje o convite para ser entrevistado no programa da SIC “Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios” uma “honrosíssima excepção” no comportamento da comunicação social para com o seu partido durante a campanha.



“Isso [convite para participar no programa] é uma honrosíssima excepção ao que foi o panorama da comunicação social ao longo de toda esta campanha”, disse hoje Garcia Pereira nos estúdios da SIC, à saída da gravação da entrevista.



O líder do PCTP/MRPP ficou “com pena” de assistir às entrevistas dos cinco líderes dos partidos com assento parlamentar e “uma voz, que é a voz do segundo partido mais antigo em Portugal que se bate por uma sociedade mais justa desde antes do 25 de Abril, não fosse” convidada.



“Felizmente o Ricardo [Araújo Pereira] teve a gentileza de convidar, não tanto a pessoa do convidado, mas a voz e posições que ele representa”, afirmou.



Para o cabeça de lista às legislativas pelo círculo de Lisboa, assiste-se em Portugal a um “fenómeno muito curioso”.



“Nós hoje estamos a assistir a um fenómeno muito curioso, que faz lembrar os tempos antes do 25 de Abril, que é ser o humor, e o humor que apela à inteligência, que ocupa o espaço da crítica que não é feita pelos partidos políticos do poder”, afirmou.



Garcia Pereira vê “Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios” como “um programa leve que é simultaneamente um pretexto para falar de coisas sérias”.



“Nada impediria que uma campanha eleitoral não pudesse ser exactamente assim, mas está hoje transformada num circo mediático”, concluiu.




Sem comentários:

Enviar um comentário